sexta-feira, 17 de novembro, 2017

AGCO desiste da Kepler Weber

A multinacional de máquinas agrícolas AGCO desistiu de comprar a participação de quase 35% do capital social da gaúcha fabricante de silos Kepler Weber. A rescisão de contrato referente à possível aquisição pelo grupo norte-americano de ações da Kepler Weber detidas pelo fundo de pensão Previ e pelo banco de investimentos BB-BI foi anunciada na última terça-feira. Em fato relevante, a companhia gaúcha disse que foi notificada na véspera de que as condições precedentes previstas no acordo não foram cumpridas no prazo e que a AGCO "não tem mais a intenção de lançar uma oferta pública para adquirir até totalidade das ações de emissão" da Kepler Weber. Em 9 de fevereiro, a AGCO assinou contrato para compra de cerca de 35% da Kepler Weber, sendo 17,45% do BB-BI e 17,48% da Previ, ao preço de R$ 22,00 por ação. A transação era avaliada em R$ 578,9 milhões. No entanto, cobrada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Kepler Weber informou que teria que refazer a proposta de compra. O problema apontado pela CVM na oferta de aquisição da empresa gaúcha, apresentada no dia 10 de fevereiro, é o anúncio antecipado de que a AGCO pretendia fechar o capital da Kepler Weber, adquirindo, posteriormente, a totalidade de ações da empresa em mãos de outros investidores, condicionando o negócio a essa compra total dos papéis. De acordo com documento emitido pela CVM, a Oferta Pública de Ações (OPA) para cancelamento de registro de companhia aberta só pode ser formulada pela companhia emissora de ações, o acionista controlador ou a sociedade que a controle, direta ou indiretamente - no caso, a própria a Kepler Weber, e não a AGCO. Com a aquisição direta dos papéis dos acionistas e das ações de minoritários dispersas na Bovespa, a gigante norte-americana poderia assumir a liderança no mercado brasileiro de armazenagem de grãos, já que também é dona da GSI, com sede em Marau, que atua no mesmo segmento. No terceiro trimestre de 2017, a Kepler Weber teve um prejuízo líquido de R$ 3,8 milhões, contra R$ 2,3 milhões de lucro no mesmo período do ano passado. No acumulado de janeiro a setembro de 2017, a empresa gaúcha registra um prejuízo de R$ 14,85 milhões. Nos nove primeiros meses do ano passado, a Kepler Weber teve perda de R$ 10,92 milhões. Já em todo o ano de 2016, a companhia registrou prejuízo líquido de R$ 22,1 milhões, contra lucro líquido de R$ 6,2 milhões em 2015.
Infomet – 16/11/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP