segunda-feira, 04 de dezembro, 2017

BP Biocombustíveis investe na logística de etanol

Atuante no mercado sucroalcooleiro no Brasil há menos de 10 anos, a britânica BP Biocombustíveis anunciou a parceria com a Copersucar, empresa tradicional do ramo. A união se dará através de uma joint venture onde cada empresa terá 50% do controle do terminal de armazenagem de etanol construído pela Copersucar em Paulína (SP), peça chave na logística de distribuição de combustíveis no país. A transação ainda deve ser analisada pelo Cade e seus valores não foram anunciados. O terminal recebe etanol de todas as usinas sócias da Copersucar e de terceiros, foi um investimento de R$ 150 milhões realizado em 2014. Também, tem capacidade de armazenar 180 milhões de litros de etanol e de movimentação 2,3 bilhões de litros por ano, com capacidade de ampliação. Esse volume representa mais da metade de etanol movimentado pela Copersucar, na safra passada, e 14% do volume comercializado pelas usinas do Centro-Sul. A BP iniciou seus investimentos no ramo do biocombustível no Brasil em 2008 com a joint venture para administrar uma usina em Goiás. A partir de então a britânica adquiriu mais duas plantas de etanol e investiu na expansão de sua produção, atualmente possui capacidade de 900 milhões de etanol por safra. Com essa parceria seria o primeiro investimento na área de logística do etanol, assim a BP amplia a sua presença no Brasil. A Copersucar também tem optado por realizar joint ventures, quando realizou uma parceria com a Eco-energy, hoje controlado apenas pela brasileira. Assim, conseguiu entrar no mercado de distribuição de etanol nos Estados Unidos. Além disso, utilizou dessa estratégia para criar a trading de açúcar Alvean com a americana Cargill. O terminal tem a sua localização favorecida por estar próximo a maior refinaria do país, Replan. Desde 2016, o terminal foi conectado à refinaria, assim passou a ter acesso ao duto da Logum, tornando-se ponto crítico para a distribuição do etanol. A Copersucar possui planos para a expansão do terminal e a conexão com a ferrovia Centro-Atlântica, porém qualquer investimento futuro deve ser analisado junto a BP.
MaxiQuim - 30/11/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP