segunda-feira, 11 de dezembro, 2017

Faturamento de químicos cresce 1,2% em 2017

A indústria química deve encerrar o ano com crescimento de 1,2% do faturamento líquido, para R$ 379,3 bilhões. Porém, se confirmado, o desempenho em dólar representará um avanço de 9,5%, para US$ 119,6 bilhões, informa a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim). Em balanço divulgado na sexta-feira (08), a entidade informou que o segmento mais representativo neste ano é o de produtos químicos de uso industrial, que deve responder por US$ 58,1 bilhões do total faturado, alta de 10,5% em relação a 2016. Em seguida, vêm os produtos farmacêuticos, que devem apresentar faturamento de US$ 16,9 bilhões neste ano, incremento de 17,2% ante 2016. Já a receita de higiene pessoal, perfumes e cosméticos deve atingir US$ 12,4 bilhões, alta de 8,8% na mesma base. Representatividade De acordo com a Abiquim, com o desempenho deste ano a indústria química brasileira se manteve na 8ª posição do ranking mundial. China, Estados Unidos, Japão, Alemanha, Coreia do Sul, Índia e França estão à frente do Brasil no setor, acrescenta a entidade. O setor químico no País se manteve na terceira posição no Produto Interno Bruto (PIB) industrial nacional, estimulado, segundo a Abiquim, pela queda do setor automotivo, representando 10,8% de toda a indústria de transformação. O déficit da balança comercial do setor deve aumentar em 2017, para US$ 23,2 bilhões, ante US$ 22 bilhões registrados no ano passado. A Abiquim estima que as importações podem ficar em aproximadamente US$ 36,8 bilhões, ante US$ 34,2 bilhões registrados em 2016. As exportações, por sua vez, devem atingir US$ 13,6 bilhões, de US$ 12,1 bilhões no período anterior. Por fim, a Abiquim informou que os investimentos no setor de produtos químicos de uso industrial devem encerrar 2017 em US$ 1 bilhão.
DCI - 11/12/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP