quinta-feira, 16 de fevereiro, 2017

Carne de frango: oferta aparente 10% maior que a de dezembro

Em janeiro passado, frango vivo e abatido (base do vivo: interior de São Paulo; base do abatido: Grande Atacado da cidade de São Paulo) registraram não só redução de preço (entre 12% e 13%) em relação ao mês anterior, como também alcançaram no mês valor visivelmente menor que o registrado um ano antes, em janeiro de 2016. Mas poderia ter sido pior. E isto só não ocorreu devido ao desempenho das exportações. Calculado a partir do alojamento interno de pintos de corte, o potencial de produção de carne de frango de janeiro foi superior a 1,170 milhão de toneladas, aumentando 1,23% em relação ao mesmo mês do ano passado e 6,39% em relação ao mês anterior, dezembro de 2016. Esse foi o maior volume registrado nos últimos seis meses, algo naturalmente impróprio para o período, visto que em janeiro o consumo interno é restrito e as exportações só deslancham a partir do terceiro mês do ano. Mas desta vez o mercado externo apresentou resultado surpreendente. Pois ainda que o volume exportado tenha se mantido no mesmo nível do mês anterior (o que, mesmo assim, já representa grata surpresa, pois, normalmente, de dezembro para janeiro ocorre grande refluxo no volume exportado), apresentou incremento de mais de 14% em relação a janeiro de 2016. Tal desempenho, porém, não foi suficiente para propiciar algum equilíbrio entre a oferta interna e a demanda restrita do mês. Pois ainda que a oferta aparente tenha recuado 3,5% em relação a janeiro do ano passado, o volume estimado ficou quase 10% acima do calculado para dezembro.
Agrolink - 16/02/17
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP