segunda-feira, 20 de fevereiro, 2017

Reajuste da celulose provocam disparo da Fibria e Suzano

A Fibria disparou 4% em um dia negativo nas bolsas em meio ao sentimento de correção do forte rali da última semana. A ação é negociada a R$ 28,65 recuperando o patamar do final de janeiro, antes da recente queda do dólar. A Suzano segue na mesma linha e avança 3% e é negociada a R$ 13,80, maior valor no mês. As companhias informaram aumento de preço de US$ 30/tonelada nos principais mercados internacionais a partir de março. O valor de referência sobe para US$ 630/t na China, US$ 740/t na Europa e US$ 920/t na América do Norte. Esse é o quinto aumento no preço de referência da celulose aplicado pelas duas gigantes no mercado global de celulose desde setembro. Analistas acreditam que ainda há espaço para novos reajustes nos próximos meses o com avanço da demanda e o comportamento do câmbio. A dólar opera com leve alta frente ao real nesta sexta-feira, negociado a R$ 3,09, se afastando da mínima de R$ 3,03 no intraday de ontem. A cotação da moeda tem forte impacto nas receitas das duas exportadoras.
Tissue on line - 20/02/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP