sexta-feira, 31 de março, 2017

Dólar sobe e encosta em R$3,15 com briga pela Ptax

São Paulo – O dólar fechou em alta nesta quinta-feira, encostando em 3,15 reais, com a briga pela formação da Ptax deste mês e algum movimento de compra dos investidores com a finalidade de conseguir proteção. O dólar avançou 0,87 por cento, a 3,1440 reais na venda, depois de bater 3,1458 reais na máxima do dia e 3,1177 reais na mínima. O dólar futuro avançava cerca de 0,70 por cento no final da tarde. Na sexta-feira, acontece a formação da Ptax de março, taxa do Banco Central usada para balizar diversos contratos cambiais. Sobretudo durante a tarde, houve movimentação de investidores para puxar as cotações conforme seus interesses, o que contribuiu para pressionar a alta da moeda norte-americana. Também pesou no movimento o fato de o BC não ter rolado integralmente os swaps tradicionais –equivalentes à venda futura de dólares– que vencem em abril. Segundo operadores, por conta disso, houve pressão compradora de dólar de investidores que precisavam de proteção. O BC vendeu integralmente nesta sessão o lote de até 10 mil swaps tradicionais, no último leilão para rolagem dos contratos de abril. No total, foram 11 leilões iguais, deixando de rolar o equivalente a 4,211 bilhões de dólares do estoque que vence no mês que vem e totalizava 9,711 bilhões de dólares. O BC não costuma fazer leilões no último pregão do mês Com isso, o estoque total de swaps recuou a cerca de 16,5 bilhões de dólares. No mês passado, o BC também não rolou integralmente os swaps que venceram em março. O próximo lote de swaps vence no dia 2 de maio, no equivalente a 6,389 bilhões de dólares. No exterior, o dólar subia ante uma cesta de moedas, mas tinha leves oscilações ante divisas de emergentes e países ligados a commodities, como os pesos chileno e mexicano.
Exame - 30/03/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP