quarta-feira, 05 de abril, 2017

Cobre opera em alta de mais de 1% com volta de mercados chineses

Os futuros de cobre operam em alta significativa na manhã desta quarta-feira (5), à medida que os mercados chineses retomaram as atividades após um feriado nacional de dois dias e em meio a novas interrupções de oferta na América do Sul. Por volta das 7h50min (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) subia 1,17%, a US$ 5.850,00 por tonelada. Na Comex, divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York (Nymex), o cobre para maio avançava 1,44%, a US$ 2,6495 por libra-peso, às 8h11min (de Brasília). O cobre e outros metais básicos são influenciados hoje pela retomada dos negócios na China, depois de um feriado na segunda e terça-feira. "Os operadores ficaram pouco ativos nos dois últimos dias e agora voltaram com força", comentou David B. Wilson, analista do Citi. Novas ameaças à oferta de cobre na América do Sul também ajudam a impulsionar o metal, segundo Wilson, que mencionou uma iminente greve em minas peruanas da Southern Copper, que deverá começar no próximo dia 10. A paralisação no Peru vem após a resolução recente de duas grandes disputas, uma entre a Freeport-McMoRan e o governo da Indonésia e outra entre a BHP Billiton e funcionários da mina chilena de Escondida. Entre outros metais básicos na LME, os ganhos eram generalizados. No horário citado acima, o alumínio para entrega em três meses subia 1,24%, a US$ 1.962,50 por tonelada, enquanto o chumbo avançava 0,30%, a US$ 2.320,50 por tonelada, e o zinco ganhava 1,07%, a US$ 2.784,50 por tonelada. Já o níquel tinha alta mais expressiva, de 2,05%, a US$ 10.205,00 por tonelada, e o pouco negociado estanho subia 0,53%, a US$ 20.125,00 por tonelada.
Jornal do Comércio – 05/04/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP