quarta-feira, 24 de maio, 2017

Petróleo oscila com dados de estoques dos Estados Unidos

Os barris de petróleo negociados em Londres e Nova York oscilam nesta quarta-feira (24), após queda menor que a esperada nos estoques de crude, apontada na véspera pelo American Petroleum Institute (API). O mercado ainda aguarda os dados oficiais pelo Departamento de Energia dos EUA, às 11h30. A projeção é que o Departamento de Energia aponte para queda de 2,4 milhões de barris nos estoques de petróleo bruto. Depois que os mercados fecharam nesta terça-feira (23), o API informou recuo de 1,5 milhão de barris. O mercado também está na expectativa de que a extensão do acordo de corte da Opep seja confirmada na reunião desta quinta-feira (25) e gere resultados. No início da semana passada, Arábia Saudita e Rússia concordaram em aumentar o prazo em nove meses, até março de 2018. Existe a possibilidade também da Opep aprofundar os cortes. Até agora, o acordo iniciado em janeiro teria tido um impacto modesto nos níveis de estoque global, devido a um aumento na produção de países que não participam do acordo, como a Líbia, e ao aumento incessante da produção de óleo de xisto nos EUA. Às 9h52, o barril de Brent para julho negociado na International Exchange Futures (ICE), em Londres, tinha queda de 0,07%, a US$ 54,08. Já o barril de WTI para entrega em julho, negociado no New York Mercantile Exchange (Nymex), em Nova York, recuava 0,33%, a US$ 51,30. Na véspera, em Nova York, o barril de WTI subiu 34 centavos, a US$ 51,47. No mercado de Londres, o barril de Brent subiu 28 centavos, a US$ 54,15. Os barris de petróleo, que custavam em torno dos US$ 100 até o final de 2014, chegaram abaixo de US$ 30 no ano passado, devido ao excesso de oferta global.
UDOP - 24/05/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2017 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP