quinta-feira, 08 de junho, 2017

Bolívia vai exportar 30 mil toneladas de ureia

A planta de ureia amônia, localizada em Cochabamba, produziu 30 mil toneladas de fertilizante, que estão prontas a ser comercializadas no mercado internacional. De acordo com o diretor de Obras da fábrica, Eduard Gutiérrez, durante o período de testes, foram obtidas 1.200 toneladas por dia de amônia e 2.100 toneladas de ureia, elaboradas em conjunto. Disse que a produção da planta requer que cada dia 50 milhões de pés cúbicos de gás natural, dos quais, 32 são convertidos em ureia e um pouco mais de 17 vão servir como combustível. Segundo o presidente da Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB), Guillermo Achá, disse recentemente o preço da ureia para exportação será acima de custos de produção de forma a assegurar um rendimento superior a quatro bilhões de dólares ao longo dos próximos 20 anos para o país. Atualmente, uma empresa brasileira e outra Argentina mostraram interesse em assinar um contrato com a Yacimientos Petrolíferos para a compra de fertilizantes. Os acordos incluem a produção de 700 mil toneladas na indústria de Bulo Bulo. Quase 80% de toda a ureia do país será para esses dois mercados. A ureia é um dos produtos mais utilizados por seu rico teor de nitrogênio, permitindo o crescimento da planta, auxiliando na nutrição e ajuda a melhorar o rendimento da cultura. É usado principalmente na produção de arroz, milho, cana de açúcar, sorgo, batata, árvores de fruto e legumes.
GlobalFert - 06/06/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2017 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP