segunda-feira, 12 de junho, 2017

Nigéria e Líbia ameaçam meta da Opep com produção em alta

A batalha da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) contra o excesso de oferta está sob ameaça de uma crescente oferta de Nigéria e Líbia, que são membros do grupo, mas ficaram de fora do acordo selado pelo cartel para cortes na produção. A Nigéria tem mais de 60 milhões de barris de petróleo ainda não vendidos, disseram comerciantes, ultrapassando o nível atingido no ápice da sobreoferta global, há dois anos. Ainda há planos de ampliar as exportações, o que deverá adicionar 50 milhões de barris extras a essa conta. Ao mesmo tempo, a Líbia triplicou o volume de petróleo colocado nos mercados internacionais na comparação com o ano anterior. Poucos esperavam que a produção dos dois países se recuperasse tão rapidamente, e isso pode atrapalhar os planos da Opep de elevar os preços do petróleo após três anos em forte queda. Acordo O grupo de 14 nações que compõe a Opep decidiu há duas semanas prolongar um acordo fechado em dezembro que envolve ainda outros países produtores não membros, com o objetivo de manter até 2018 cortes de 1,8 milhão de barris por dia na produção em relação aos níveis do ano passado. Mas a Opep também renovou as exceções garantidas à Líbia e Nigéria no acordo, uma vez que os países enfrentaram conflitos internos que afetaram sua produção.
DCI - 12/06/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2017 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP