quarta-feira, 14 de junho, 2017

Produtores de cacau da Nigéria sofrem com queda nos preços e alta em custos

Os produtores de cacau da Nigéria estão sofrendo com o aumento dos custos e a queda nos preços do principal ingrediente para fabricação de chocolate, ficando, muitas vezes, sem qualquer lucro, disseram representantes da indústria do país. “Os gastos com insumos aumentaram de 50% a 100%, mas as cotações da commodity diminuíram até 60%”, resumiu o vice-presidente da Associação de Cacau da Nigéria, Joshua Oyedele. Em agosto do ano passado, os preços da amêndoa na Nigéria giravam em torno 1 milhão a 1,2 milhão de nairas nigerianos (US$ 3.086 a US$ 3.704) a tonelada. Atualmente, contudo, os valores estão perto de 500 mil nairas nigerianos (US$ 1.536) a tonelada. O momento é particularmente delicado para os agricultores. Isso porque o período é de chuvas nas lavouras do país, e os produtores precisam gastar com fungicidas para evitar o aparecimento da doença conhecida como podridão parda, que se desenvolve em condições úmidas. Estima-se que, se não controlada, a doença pode destruir até 40% da safra nacional de cacau. Segundo o representante do Ministério da Agricultura camaronense no Estado de Ondo, Toba Adenowuro, as perspectivas são, de fato, menos otimistas para o atual ciclo, já que os agricultores estão menos capitalizados para pulverizar adequadamente suas plantações. A produção anual de cacau pela Nigéria varia de 280 mil a 300 mil toneladas.
Mercado do Cacau - 12/06/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2017 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP