sexta-feira, 14 de julho, 2017

Demanda maior pressiona cotações do sebo bovino

A maior competitividade do sebo frente ao óleo de soja tem colaborado com um aumento da demanda por gordura animal, o que resultou em valorização do produto no mercado do Brasil Central. Essa foi o primeiro sinal de alta nos preços em 2017. Segundo levantamento da Scot Consultoria, no mercado do Brasil Central, o quilo do produto encerrou a semana cotado em R$1,95 sem imposto. Alta de 2,6% frente a semana anterior. Desde o começo do ano, as cotações já caíram 25%. No entanto, elas já vinham andando de lado – em R$ 1,90 por kg – há cerca de sete semanas. Já no Rio Grande do Sul o sebo está cotado em R$2,05 por kg. No estado, apesar da pressão de alta, o preço segue estável pela oitava semana seguida. As recentes valorizações no mercado da soja contribuem com esse cenário. Para curto e médio prazos a expectativa é de que a melhora na demanda mantenha a pressão de alta sobre os preços no mercado interno.
Biodieselbr - 11/07/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2017 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP