sexta-feira, 18 de agosto, 2017

Produção de aço bruto em julho sobe 1% ante julho de 2016, revela instituto

RIO - A produção de aço bruto no Brasil em julho somou 2,8 milhões de toneladas, uma expansão de 1% em relação ao mesmo mês do ano passado, informou o Instituto Aço Brasil. No mês passado, a produção de laminados foi de 1,8 milhão de toneladas, queda de 3,3% quando comparada ao apurado em julho de 2016. O consumo aparente de aço no País foi de 1,6 milhão de toneladas em julho, 9,0% a mais do que o registrado no mesmo mês de 2016. Já as vendas internas cresceram 3,2% na mesma base de comparação, totalizando 1,4 milhão de toneladas. As importações de aço cresceram 83,8%, para 204 mil toneladas e aumentaram 50,0% em valor, para US$ 198 milhões também na comparação com julho de 2016. As exportações do setor siderúrgico foram de 1,1 milhão de toneladas ou US$ 553 milhões, o que representa um aumento de 19,5% em volume e crescimento de 37,2% em valor. Acumulado do ano A produção de aço bruto no País foi de 19,6 milhões de toneladas no acumulado nos sete primeiros meses de 2017, uma alta de 10,6% quando comparado com o mesmo período de 2016. A produção de laminados foi de 12,8 milhões de toneladas de janeiro a julho, um avanço de 5,4%. Os dados são do Instituto Aço Brasil. Em nota, a entidade destaca que os dados foram influenciados pela entrada em operação da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), no segundo semestre do ano passado. "Ao analisar a variação dos indicadores de 2017 e comparar com os respectivos períodos do ano anterior, quando a CSP não estava no mercado, há superestimação das variações positivas nos dados de produção de aço bruto e semiacabados. A partir do segundo semestre de 2017 essas distorções irão se reduzir um pouco a cada mês", explica. Em 2017, as vendas internas de aço somaram 9,5 milhões de toneladas no acumulado até julho, o que equivale a uma queda de 1,3% em relação ao mesmo período de 2016. Por sua vez o consumo aparente nacional de produtos siderúrgicos foi de 10,9 milhões de toneladas de janeiro a julho de 2017. Comparando com o mesmo período do ano anterior, o crescimento foi de 3,7%. As importações deram um salto de 66,5% no acumulado de janeiro a julho, totalizando 1,4 milhão de toneladas. Esse volume resultou em US$ 1,3 bilhão de importações, uma alta de 42,4% na mesma base de comparação. As exportações foram de 8,4 milhões de toneladas ou US$ 4,3 bilhões no acumulado do ano até julho, o que significa crescimento de 10,4% em volume e de 44,1% em valor frente ao mesmo período de 2016. "Também em relação às exportações, os resultados foram impactados pela entrada da CSP no mercado no segundo semestre do ano passado, cuja produção é destinada majoritariamente ao mercado externo. Assim, os números acabam inflados pela diferença na base de comparação", destaca o Aço Brasil.
DCI – 17/08/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP