sexta-feira, 29 de setembro, 2017

Chile: lucro de Escondida, maior mina de cobre do mundo, cai 91%

Os lucros da Mina Escondida, a maior mina de cobre do mundo, operada pela anglo-australiana BHP Billinton, caíram 91% no primeiro semestre do ano, por causa da extensa greve de funcionários no começo de 2017, informou nesta quinta-feira (28) a empresa. Entre janeiro e junho, o lucro líquido do período foi de US$ 50 milhões, o que representa uma redução de 91%, em comparação ao mesmo período de 2016, de US$ 527 milhões, informou a empresa em um comunicado. A queda foi influenciada por uma redução de 39% na produção de cobre, o equivalente a 327.863 toneladas, ante as 539.824 toneladas produzidas em 2016, devido aos 44 dias de greve dos funcionários, a mais longa da história da empresa, responsável por quase 5% do cobre mundial. Os trabalhadores de Escondida declararam a greve em 9 de fevereiro, reclamando melhores condições salariais e um novo acordo coletivo, mas, diante da impossibilidade de chegar a um acordo com a empresa, voltaram ao trabalho após 44 dias, estendendo por outros 18 meses o acordo antigo, com base na legislação chilena. Durante o período, a receita ordinária associada às vendas de Escondida foi de US$ 2,042 bilhões, o que representa uma queda de 25% em relação a 2016, devido à menor produção, graças à paralisação da mina, no norte do Chile. Os custos também caíram 5%, a US$ 1,899 bilhão. O Chile é o principal produtor de cobre do mundo, com cerca de um terço da produção mundial, o equivalente a cerca de 5,6 milhões de toneladas anuais.
G1 - 29/09/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP