sexta-feira, 01 de setembro, 2017

Dólar fecha agosto com leve alta, mas abaixo de R$ 3,15

O dólar fechou em queda frente ao real nesta quinta-feira (31), abaixo de R$ 3,15, com os investidores mais otimistas diante do recente avanço de importantes pautas econômicas do governo no Congresso Nacional. A moeda dos EUA caiu 0,4%, a R$ 3,1475, depois de bater R$ 3,1377 na mínima do dia, segundo a Reuters. Veja a cotação No mês de agosto, entretanto, o dólar acumulou alta de 0,94%, depois de cair 5,87% em julho. Em meados do mês, chegou a fechar na casa de R$ 3,20 e foi perdendo terreno em seguida. No ano, o dólar acumula baixa de 3,15% ante o real. Cenário local e externo Nesta quinta-feira, o movimento de baixa veio com o cenário externo mais calmo e após a briga pela formação da Ptax internamente, taxa do Banco Central que serve de referência para diversos contratos cambiais, segundo a Reuters. O cenário político e econômico no Brasil também continuou no radar e trouxe algum alívio para os investidores. Nesta madrugada, o plenário do Congresso aprovou o texto-base do projeto de lei que eleva o déficit primário do país a R$ 159 bilhões neste e no próximo ano, mas faltou votar destaques à matéria, o que deve acontecer na próxima terça-feira. Na véspera, a Câmara dos Deputados concluiu a votação da criação da Taxa de Longo Prazo (TLP) ao derrubar três destaques ao texto, em linha com a expectativa do mercado. Agora, a matéria segue para votação no Senado também na terça-feira. No exterior, o dólar caía ante uma cesta de moedas, depois de subir mais cedo, e operava misto ante divisas de países emergentes. Perspectivas O mercado espera que o BC volte a atuar no mercado de câmbio em setembro, por meio da rolagem de contratos de swap cambial tradicional, equivalentes à venda futura de dólares, segundo a Reuters. Isso porque vencem US$ 9,975 bilhões desses contratos em outubro. Como não havia swaps vencendo em setembro, o BC acabou ficando de fora do mercado em agosto. Hoje, o estoque total está em torno de US$ 28 bilhões e autoridades do BC têm dito que trata-se de um nível confortável. "Como o vencimento é longo, o BC deve começar logo a rolagem e, possivelmente, deve repetir a rolagem integral", afirmou Barbutti. "A moeda (norte-americana) deve continuar operando nos atuais níveis, entre R$ 3,10 e R$ 3,20", disse à Reuters o economista-chefe da corretora BGC Liquidez, Alfredo Barbutti.
G1 - 31/08/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP