quarta-feira, 27 de setembro, 2017

Petróleo fecha em queda com realização de lucros

O petróleo fechou em queda nesta terça-feira (26) com a realização de lucros após sequência de altas que levou a commodity para máximas de vários meses nos EUA e de mais de dois anos em Londres. Em Nova York, o petróleo para entrega em novembro cedeu US$ 0,34, e fechou a US$ 51,88 o barril, enquanto o Brent, em Londres, perdeu US$ 0,79, e fechou a US$ 58,23 o barril. Às 10h29, o barril de Brent para dezembro negociado na ICE, em Londres, tinha queda de 1,30%, a US$ 57,67. Já o barril de WTI para entrega em novembro , negociado no Nymex, em Nova York, recuava 0,88%, a US$ 51,76. Na véspera, Brent e WTI fecharam em alta de mais de 3%. O barril de Brent para dezembro, que passou a ser o contrato mais líquido, teve alta de 3,56%, a US$ 58,43 na ICE, enquanto o o WTI para novembro fechou em alta de 3,08%, a US$ 52,22 por barril na Nymex. A alta foi alimentada pela possibilidade de extensão do acordo de corte na produção pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), apesar da reunião da semana passada não ter gerado garantias, e também com a ameaça do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, de fechar o oleoduto que transporta 500 mil barris de petróleo por dia no Curdistão, após plebiscito sobre independência na região. Em reunião da Opep na sexta-feira, produtores decidiram esperar um pouco mais para tomar qualquer ação relacionada ao pacto de corte na produção. Países da organização e de fora do grupo, como a Rússia, firmaram um acordo em novembro, iniciado em janeiro deste ano, para congelar cerca de 1,8 milhão de barris diários até junho. Em maio, o prazo foi ampliado em nove meses, até março de 2018. A próxima reunião da Opep está marcada para o dia 29 de novembro, em Viena.
Jornal do Brasil - 26/09/2017
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP