quarta-feira, 19 de dezembro, 2018

Setor atacadista espera chegar a mil empresas em 2019, afirma sindicato

Uma pesquisa encomendada pelo Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidores do Espírito Santo (Sincades) ao Instituto de Desenvolvimento Educacional e Industrial (Ideies) apontou que o segmento atacadista capixaba cresceu 34,1% em faturamento no período de 2015 a 2017. E, segundo o sindicato, essa tendência de crescimento se manteve em 2018 e prosseguirá em 2019. A expectativa é que o setor chegue a mil empresas e gere mais de 50 mil empregos diretos e indiretos. A pesquisa foi respondida por 536 empresas (de um total de cerca de 650), que geram 16.284 empregos diretos em todo o Estado. A estimativa do Sincades é que, se incluídos os indiretos e os demais das empresas não respondentes da pesquisa, este número ultrapasse os 40 mil.“O segmento atacadista demanda uma série de serviços prestados por terceirizados como alimentação, segurança, sistemas de gestão em geral, transporte, limpeza entre outros, que formam grande contingente de mão de obra”, explica Idalberto Moro, presidente do Sincades. Cerca de 38% das empresas afirmaram ter realizado investimentos em 2018. Juntos, eles somam R$ 219,4 milhões. “Estes dados mostram o ambiente propício que estamos construindo em nosso Estado, tanto para atração de novas empresas quanto para a realização de investimentos”, comemorou Moro. Solidez das empresas do setor Outro dado revelado pela pesquisa foi a área de armazenagem das empresas que totaliza mais de 900.000 m2: 18,3% das empresas que responderam a pesquisa possuem área de armazenagem própria, em uma área total que acumula 286.360 m² (média de 3.046 m² por empresa) . “Isso demonstra solidez das empresas do setor atacadista no Espírito Santo”, conta Moro. Mais de R$ 1 BI arrecadados em ICMS Mesmo em anos de crise econômica, de 2015 a 2017, o segmento atacadista e distribuidor capixaba arrecadou mais de um Bilhão de reais em ICMS por ano e cresceu 34,1% em faturamento, segundo os dados. Segmento de eletroeletrônicos em alta A maior parte das empresas do setor atacadista que participam do contrato de competitividade fica na Grande Vitória. Os municípios de Serra e Cariacica ocupam a liderança com 252 e 111 empresas, respectivamente. Logo após, vem Vila Velha com 74 empresas, e Vitória, com 31. O segmento de eletroeletrônicos e informática lidera no número de empresas que responderam a pesquisa (16,5%), seguido pelo segmento de autopeças (13,2%), alimentos (13,1%), cosméticos e perfumaria (11,2%), medicamentos e afins (10,1%), vestuário e calçados, e material de construção (9,8% cada). “Os números demonstram a importância do setor na vida do capixaba. As expectativas são mais do que positivas para o ano que vem, com mais emprego e renda para todo o Estado”, conclui Moro. Outros dados – 17,3% das empresas pesquisadas estão localizadas em municípios do interior; – O percentual de funcionários com ensino superior completo trabalhando nas empresas passou de 21,9% em 2015 para 26,9% em 2017. O número de funcionários com fundamental completo e médio incompleto caiu; – Frota de veículos: Própria: 4.834 e Terceirizada: 24.069. – Média de 73% das operações são para outros estados.
Abras - 17/12/2018
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2019 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP