terça-feira, 10 de abril, 2018

Cobre e outros metais sobem após fala de presidente chinês e sanções à Rússia

Os futuros de cobre e de outros metais básicos operam em alta nesta manhã, favorecidos por uma melhora do sentimento após um discurso conciliador do presidente da China, Xi Jinping, e sustentados ainda também pelas sanções que os EUA anunciaram contra empresas russas na semana passada. Por volta das 7h25 (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) subia 0,45%, a US$ 6.884,00 por tonelada. Na Comex, a divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York (Nymex), o cobre para entrega em maio tinha alta de 0,73%, a US$ 3,0995 por libra-peso, às 7h50 (de Brasília). Mas o foco continua no alumínio, que avançava 0,75% na LME, a US$ 2.148,50 por tonelada, depois de ter saltado 3% na sessão anterior em reação à decisão do Tesouro norte-americano, na última sexta-feira (06), de impor novas sanções a oligarcas e empresas da Rússia, incluindo a Rusal, segunda maior produtora mundial de alumínio. Ontem, as ações da Rusal perderam metade do seu valor de mercado, enquanto o índice acionário russo MICEX sofreu um tombo de mais de 8%. O bom humor nos mercados de metais também veio após o presidente chinês, Xi Jinping, sinalizar que não pretende entrar numa guerra comercial com os EUA. Em discurso hoje, Xi disse que a China planeja reduzir tarifas sobre importações de carros e de outros produtos, além de fortalecer a proteção dos direitos de propriedade intelectual de companhias estrangeiras. O tom conciliador de Xi veio num momento em que China e EUA consideram a possibilidade de tarifar bilhões de dólares em produtos um do outro.
Isto É - 10/04/2018
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP