segunda-feira, 16 de abril, 2018

Cobre opera em alta e alumínio poderá ter sua melhor semana em 3 décadas

Os futuros de cobre operam em alta nesta manhã, favorecidos pelos últimos números da balança comercial da China, mas o alumínio continua sendo o destaque da semana, ao manter o rali que vem exibindo nos últimos dias. Por volta das 6h10 (de Brasília), o cobre para três meses negociado na London Metal Exchange (LME) subia 0,54%, a US$ 6.859,00 por tonelada, mantendo-se dentro do recente intervalo das últimas semanas. Na Comex, a divisão de metais da bolsa mercantil de Nova York (Nymex), o cobre para entrega em maio tinha alta de 0,62%, a US$ 3,0825 por libra-peso, às 8h07 (de Brasília).Já o alumínio na LME avançava 1,75%, a US$ 2.323,50 por tonelada, acumulando ganhos de 13,1% na semana. O metal é impulsionado pela decisão dos EUA, no fim da semana passada, de impor sanções a oligarcas e empresas da Rússia, incluindo a Rusal, segundo maior produtor mundial de alumínio. Se mantiver o ritmo da manhã, o alumínio encerrará a semana com seu melhor desempenho em três décadas. O cobre é beneficiado por sinais de sólida demanda da China, o maior consumidor mundial do metal. No primeiro trimestre, as importações chinesas de cobre tiveram expansão anual de 7,3%, a 1,23 milhão de toneladas, segundo dados oficiais publicados nesta madrugada. Apenas em março, a China importou 439 mil toneladas de cobre, 2,1% mais do que um ano antes. Entre outros metais básicos na LME, os ganhos eram generalizados. O zinco avançava 1,15% no horário indicado acima, a US$ 3.127,00 por tonelada, enquanto o estanho subia 0,43%, a US$ 21.035,00 por tonelada, o níquel aumentava 1,89%, a US$ 14.030,00 por tonelada, e o chumbo tinha alta de 0,43%, a US$ 2.360,00 por tonelada.
InfoMine - 16/04/2018
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP