terça-feira, 10 de abril, 2018

Marfrig adquire controle de processadora de carne bovina nos EUA por US$969 mi

SÃO PAULO (Reuters) - A Marfrig Global Foods anunciou nesta segunda-feira acordo para aquisição de 51 por cento da norte-americana National Beef Packing Company, quarta maior processadora de carne bovina dos Estados Unidos, por 969 milhões de dólares. A operação, segundo a Marfrig, visa consolidar sua força no segmento de carne bovina e melhorar os indicadores de alavancagem. Com a operação, a Marfrig passará a ser “a segunda maior processadora de carne bovina do mundo, com uma plataforma global de produção e um faturamento consolidado de 43 bilhões de reais”, disse a empresa brasileira em comunicado. A National Beef tem capacidade de abate de 12.000 cabeças ao dia, é sediada em Kansas City, no estado do Missouri, e possui duas unidades de processamento em Dodge City e Liberal, no Kansas, que respondem por cerca de 13 por cento da capacidade total de abate do mercado norte-americano. A empresa exporta para 40 países, incluindo o Japão e a Coreia do Sul, mercados atualmente fechados às exportações de carne brasileira. “Com a transação, teremos operações nos dois maiores mercados de carne bovina do mundo, chegaremos a países consumidores extremamente sofisticados e conseguimos crescer mantendo uma rigorosa disciplina financeira”, disse o presidente-executivo da Marfrig, Martín Secco, em comunicado. Os resultados da National Beef serão consolidados pela Marfrig, reduzindo o nível de alavancagem da empresa brasileira para 3,35 vezes o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda), ante 4,55 vezes no fim do ano passado, disse a Marfrig. A Marfrig disse que, com a aquisição da National Beef e a planejada venda da Keystone Food, espera que a sua alavancagem caia para 2,5 vezes até o fim de 2018. O JP Morgan está ajudando a Mafrig na venda da Keystone. A aquisição da National Beef será integralmente financiada pelo banco Rabobank. A empresa disse que vai tomar dois empréstimos ponte, no valor total de 1 bilhão de dólares, que serão pagos com a receita com a venda da Keystone. A National Beef, que faturou no ano passado 7,3 bilhões de dólares, ou 24,3 bilhões de reais, é controlada pela holding de investimento norte-americana Leucadia National Corportation, desde 2011, com 79 por cento de participação. A Leucadia transferirá o controle acionário para a Marfrig e se manterá como acionista minoritária da empresa, com uma fatia de 31 por cento do capital total. A US Premium Beef, associação de produtores norte-americanos, ficará com 15 por cento e outros acionistas com os 3 por cento restantes. “Tanto a Leucadia quanto os demais investidores se comprometeram a manter suas ações da National Beef por um período mínimo de cinco anos”, disse a Marfrig. Os principais executivos da National Beef permanecerão na empresa, que segue sob a gestão de Tim Klein, atual CEO e presidente, disse a Mafrig. O conselho de administração da National Beef será composto por nove membros, dos quais cinco serão indicados pela Marfrig, dois pela Leucadia e dois por outros acionistas minoritários. A Marfrig disse que espera concluir a aquisição da National Beef até o fim do primeiro semestre deste ano.
Reuters - 09/04/2018
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP