sexta-feira, 25 de maio, 2018

Dólar volta a subir e encosta em R$3,65 com cena doméstica e exterior

SÃO PAULO (Reuters) - Após três quedas consecutivas, o dólar voltou a terminar em alta e perto do patamar de 3,65 reais nesta quinta-feira, influenciado pela cena doméstica com a greve dos caminhoneiros prejudicando o abastecimento do país, e com a cena externa voltando a ficar mais tensa. O dólar avançou 0,64 por cento, a 3,6483 reais na venda, depois de recuar 3,06 por cento nas últimas três sessões. Na máxima do pregão, chegou a 3,6571 reais. O dólar futuro tinha elevação de cerca de 0,50 por cento. “Até que se saiba o impacto da paralisação (dos caminhoneiros) na economia e nas contas públicas, o mercado fica mais cauteloso”, afirmou o diretor da mesa de câmbio da corretora Multimoney, Durval Correa. A paralisação dos caminhoneiros entrou no quarto dia, com bloqueios em estradas de todo país que provocaram desabastecimento de produtos e interrupção de produção de alguns setores, apesar de a Petrobras ter anunciado na véspera redução de 10 por cento dos preços do diesel nas refinarias por 15 dias. “Há preocupação sobre mudança de rumo da Petrobras, se houve interferência do governo. O mercado não gosta dessa ingerência”, acrescentou Correa. A Associação Brasileira dos Caminhoneiros (Abcam), no entanto, afirmou que os protestos contra a alta do diesel e a carga tributária do combustível continuarão até que a isenção da alíquota PIS/Cofins sobre o produto, aprovada na véspera pela Câmara dos Deputados, seja publicada no Diário Oficial.
Reuters - 24/05/2018
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP