terça-feira, 24 de julho, 2018

Petróleo opera em alta refletindo ainda preocupações com tensões entre EUA e Irã

Os preços do petróleo operam em alta moderada nesta terça-feira (24) em meio a crescentes tensões entre os EUA e o Irã, que poderiam interromper ainda mais as exportações de petróleo da República islâmica. Às 8h (de Brasília), o petróleo Brent, referência mundial, subia 0,22%, para US$ 73,22 o barril na ICE, enquanto o WTI avançava 0,71%, para US$ 68,36 por barril na New York Mercantile Exchange (Nymex). Os preços têm oscilado entre ganhos e perdas, após ameaças entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e seu colega iraniano, Hassan Rouhani, enquanto o mercado de petróleo tentava avaliar o quanto a oferta de petróleo iraniano poderia estar em risco. No final de domingo, Trump publicou em sua conta no Twitter uma mensagem destinada a Rouhani, alertando-o para que nunca ameace os EUA, "ou sofrerá as consequências que poucos na história sofreram". As palavras de Trump foram uma resposta a comentários de ontem de Rouhani, que disse que "a paz com o Irã é a mãe de toda a paz e a guerra com o Irã é a mãe de todas as guerras". Em maio, Trump retirou os EUA de um acordo internacional de 2015 para conter o programa nuclear do Irã, preparando o cenário para a reinstituição das sanções econômicas que devem atrapalhar a indústria de petróleo do Irã. Analistas estimam que até 1 milhão de barris por dia dos mais de 2,5 milhões de barris por dia do Irã podem estar em risco nas exportações de petróleo. Trump prometeu impor as mais rigorosas sanções possíveis. "O mercado quer se concentrar na produção real no Irã", que será afetada pelas novas sanções, disse Ole Hansen, chefe de estratégia de commodities do Saxo Bank. "Mas o mercado está frio em relação a isso, por isso a leve alta dos preços", acrescentou, observando que no passado as preocupações sobre o risco para a oferta iraniana aumentaram muito os preços. "Aparentemente, o mercado acredita que há apenas uma pequena probabilidade de a crise iraniana se intensificar", escreveram analistas do Commerzbank em uma nota diária na terça-feira. Além disso, os investidores aguardam dados de estoques do American Petroleum Institute que saem hoje no final da tarde e os dados oficiais do Departamento de Energia dos EUA, que serão conhecidos amanhã.
Jornal do Comércio - 24/07/2018
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP