terça-feira, 18 de setembro, 2018

Preço da soja cai também no Brasil

Os principais fatores que compõe o preço da soja no Brasil recuaram nesta segunda-feira (17.09), de acordo com a T&F Consultoria Agroeconômica. O dólar norte-americano caiu 1,0 %, a Bolsa de Chicago (CBOT) caiu 0,84% e os prêmios pagos nos terminais portuários brasileiros recuaram 7,8%. Com isto, a pesquisa diária do Cepea registrou preços médios de R$ 96,25/saca nos portos. Isso representou um recuo de 0,72% sobre a cotação registrada anteriormente. Ficou em R$ 89,39/saca a média dos preços da soja pago nas praças do interior do Brasil, o que significou um recuo de 1,28% sobre os valores praticados antes. O analista da T&F Consultoria Agroeconômica, Luiz Fernando Pacheco, revela estar recebendo a mesma informação de diversos traders neste início de semana: “Mercado parado, com produtores especulando preço e empresas especulando volumes”. O especialista elenca ainda um problema que permeia todo o processo: “Os fretes, bem, estes continuam atrapalhando tudo”. PLANTIO O Estado de Mato Grosso do Sul abriu também ontem o plantio da soja 2018/19 com expectativa de colher mais de 10 milhões de toneladas. Isso representaria um avanço contra as 9,6 MT plantadas no ano passado. Se a previsão se confirmar, o MS subirá um degrau no ranking mundial. A Associação dos Produtores de Soja de MS (Aprosoja-MS) informou, com base no Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio, que a área disponível para o plantio da oleaginosa cresceu 4% nas duas últimas temporadas, de 2,8 milhões de hectares para 3 milhões de hectares. A produtividade estimada é de 59 sacas por hectare.
Agrplink - 17/09/2018
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP