terça-feira, 11 de setembro, 2018

Preço do diesel nos postos sobe 3,4% na semana passada, mostra ANP

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O preço médio do diesel nos postos de combustíveis do Brasil subiu 3,4 por cento na semana passada ante a semana anterior, em sua segunda alta semanal consecutiva após a Petrobras elevar o combustível em 13 por cento, em média, em suas refinarias a partir de 31 de agosto. O diesel —combustível mais consumido do país— teve um valor médio nos postos brasileiros de 3,489 reais por litro na semana encerrada em 8 de setembro, ante 3,373 reais na semana anterior, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Na semana encerrada em 25 de agosto, o diesel nos postos brasileiros foi comercializado a 3,371 reais por litro. A forte elevação do diesel nas refinarias ocorreu como parte de uma nova fase do programa de subsídio ao combustível do governo federal, que determinou uma elevação do preço a ser praticado pelas empresas que aderiram ao plano. O programa de subsídio ao diesel foi criado pelo governo federal como uma resposta a uma histórica greve de caminhoneiros em maio, que protestou contra os altos preços do combustível, provocando graves danos à economia brasileira. Petrobras, produtores e importadores de diesel que aderiram ao plano devem congelar preços de acordo com orientações da ANP e serão posteriormente ressarcidas em até 30 centavos de reais por litro, dependendo de condições de mercado. A elevação do valor a ser praticado pelas empresas, segundo a ANP informou anteriormente, refletiu o fortalecimento das cotações internacionais do produto e também do câmbio. São esperados reajustes mensais dos preços estabelecidos pelo programa até o fim do ano. GASOLINA E ETANOL A gasolina, por sua vez, registrou média nos postos brasileiros de 4,525 reais por litro na semana passada, alta de 1,8 por cento sobre a semana anterior, segundo a ANP. Ao contrário do diesel, que tem seus preços congelados nas refinarias, devido ao programa de subsídios, a gasolina da Petrobras permanece sofrendo ajustes quase diários nas refinarias, seguindo indicadores internacionais, como o preço do barril do petróleo e o dólar, conforme a empresa busca rentabilidade. O etanol hidratado, concorrente direto da gasolina nas bombas, por sua vez, registrou média nos postos de 2,69 reais por litro na semana passada, alta de 2,4 por cento na mesma comparação, segundo mostrou a pesquisa da ANP.
Reuters - 10/09/2018
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2018 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP