terça-feira, 07 de maio, 2019

Ministro congolês da Agricultura quer reforçar cooperação com São Tomé e Príncipe

O ministro congolês da Agricultura, Pesca e Pecuária, Henri Djombo, manifestou hoje o desejo de "desenvolver uma cooperação mutuamente vantajosa" com São Tomé e Príncipe "para permitir que os dois países caminharem juntos para um desenvolvimento durável". ós precisamos desenvolver uma cooperação mutuamente vantajosa entre os nossos povos irmãos e relações dignas que deverão permitir-nos caminhar juntos para o desenvolvimento durável", disse Henri Djombo que efetua uma visita de trabalho a São Tomé e Príncipe, a convite do seu homologo, Francisco Ramos. Em declarações a jornalistas após visitas a diversas infraestruturas agropecuárias e zonas turísticas de são Tomé, o governante do Congo Brazzaville defendeu que os países da sub-região devem encontrar "melhores mecanismos de cooperação entre si", sublinhando que Congo Brazzaville e São Tomé têm "similitudes que podem facilitar uma boa cooperação a nível agropecuária". "Devemos efetuar trocas regulares de ideias e ações favoráveis a esse desenvolvimento, nós temos especificidades que nos privilegiam nas nossas ações e que podem ser partilhadas entre nós", acrescentou Henri Djombo cuja visita de trabalho ao arquipélago termina no dia 08. O governante congolês considerou o setor agrícola como "o pilar do crescimento e diversificação económica", sublinhando que pretende "elaborar" com as autoridades governamentais, durante a sua estada, "uma estratégia que visa desenvolver as pequenas e médias exportações e ao mesmo tempo desenvolver uma agricultura moderna, exportadora e mais produtiva, através da agroindústria e de atividades que permitam propulsar as exportações". O ministro da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento Rural sã-tomense, Francisco Ramos, propôs ao seu convidado o estabelecimento de uma cooperação bilateral desenvolvida na base de planos específicos. "Juntos podemos criar condições para que no futuro próximo se venha a incrementar a troca de experiências nos domínios científico e técnico nas áreas da agricultura, pecuária, floresta e pescas", desejou Francisco Ramos. Francisco Ramos disse ainda que o seu governo está "aberto para estabelecer um programa conjunto de desenvolvimento da esfera produtiva para a utilização efetiva dos recursos humanos de ambos os países no domínio agrário". "As atividades de cooperação poderão ser desenvolvidas em várias frentes, desde a assistência técnica a estudos laboratoriais, formação e através de intercâmbio de técnicos investigadores nas áreas de cacau, café, pimenta e outras culturas", acrescentou. O Governo são-tomense propõe ainda o desenvolvimento empresarial do setor privado na área de comercialização da madeira de carvão e outras atividades económicas similares. "Com essa cooperação que agora se inicia esperamos que nas conversações que se seguirão se possa detalhar melhor e com mais propriedade técnica e científica as possíveis ares de cooperação entre os nossos dois países", disse o governante, sublinhando o setor primário e agroindustrial como "áreas prioritárias para os investimentos". De acordo com o programa da visita, Henri Djombo terá esta segunda-feira um primeiro encontro de trabalho no Ministério da Agricultura, Pescas e Desenvolvimento rural e no período da tarde será recebido em audiência pela ministra dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Comunidades, Elas Pinto. Fonte: Diário de Notícias
Mercado do Cacau - 06/05/2019
Ver esta noticia em: english espanhol
Outras noticias
DATAMARK LTDA. © Copyright 1998-2019 ®All rights reserved.Av. Brig. Faria Lima,1993 3º andar 01452-001 São Paulo/SP